COMO SERÃO OS EVENTOS PÓS-PANDEMIA NO BRASIL E A LIBERAÇÃO DE EVENTOS NO RIO GRANDE DO NORTE

Distanciamento e higiene
• Filas de acesso e credenciamento – distância de 1,5 metros entre as pessoas
• Ambiente do evento – sempre arejado, com janelas abertas
• Acesso aos eventos – ponto de descontaminação com álcool para desinfecção de mãos e bolsas, entrega de máscaras e verificação da temperatura
• Eventos com plateia – assentos com ao menos 1 metro de distância, intercalando a ocupação ou ainda com a venda de ingressos com acento numerado para garantir o distanciamento
• Uso de máscaras – obrigatório por todos que estiverem no evento, sem exceções, antes, durante e após as atividades principais acontecerem
• Hall de entrada – tapete com solução desinfetante
• Credenciamento – online feito pelo participante antes de chegar ao evento

Tecnologia
Tudo aquilo que se conhece até aqui para organização de eventos não será perdido, mas a adaptação com soluções digitais como, cadastramento prévio de lista de convidados e conferência on-line serão necessárias. Dessa maneira, é inegável que da área de eventos ou não, precisaremos estar preparados para um novo mundo focado no digital.Há ainda, uma tendência clara de eventos híbridos que terão o virtual com função crucial na experiência. O virtual jamais ocupará em 100% o presencial, mas é um complemento.

Liberação Eventos Corporativos no Nordeste

O Governo do Rio Grande do Norte autorizou realização de atividades coletivas, incluindo eventos como shows, atividades esportivas, feiras e exposições. Porém, de acordo com o texto, os organizadores dos eventos precisam apresentar protocolos para receber autorização da autoridade sanitária.

Na prática, o decreto suspende um artigo de um decreto publicado no inicio de abril que proibia as atividades coletivas de qualquer natureza, públicas ou privadas, no estado, como shows, feiras e exposições.

De acordo com o governo, essas atividades, agora liberadas, ficam condicionadas à obediência dos protocolos gerais de medidas sanitárias estabelecidos por portarias, além de portarias específicas.

Já se determinou como seria o protocolo de eventos corporativos técnicos, científicos e convenções. Nesse caso, os eventos não precisariam de autorização.

Por outro lado, eventos como shows, que ainda não tiveram regras específicas publicadas pelo Estado, precisam apresentar seus protocolos para receber autorização.

“A realização de shows ou de eventos de massa não contemplados pela Portaria Conjunta nº 026/2020 – GAC/SESAP/SEDEC/SETUR, de 21 de setembro de 2020, ficam condicionados a autorização específica pela autoridade sanitária, mediante apresentação de protocolo pelo interessado, até que sobrevenha protocolo específico instituído por Portaria Conjunta”, diz o decreto.

Segundo o governo, a manutenção da atual taxa de transmissibilidade (RT) e do baixo índice de ocupação dos leitos clínicos e de UTI para Covid-19 é “condição essencial” para evitar o retorno às medidas mais rígidas de isolamento social e o decreto também levou em consideração o início das atividades relativas às campanhas eleitorais.

Eventos corporativos e científicos com até 100 pessoas são liberados no RN

O governo do Rio Grande do Norte autorizou a retomada de eventos corporativos, técnicos, científicos e de convenções com público limitado de 100 pessoas a partir desta terça-feira (22). Publicada em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (21), a portaria apresenta cronograma com cinco fases da reabertura do setor (veja abaixo).

  • 1ª fase – A partir de 22 de setembro, frequência máxima simultânea de até 100 pessoas nos eventos.
  • 2ª fase – A partir de 6 de outubro, eventos corporativos podem receber até 400 pessoas;
  • 3ª fase 3 – A partir de 20 de outubro, permite até 700 pessoas;
  • 4ª fase – A partir de 3 de novembro, eventos passam a atender até 1 mil pessoas
  • 5ª fase – A partir de 17 de novembro, eventos para até 3 mil pessoas, mas em ambientes abertos.

A publicação do governo aponta que, caso a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) detecte uma tendência de crescimento dos indicadores da pandemia do coronavírus no RN após a liberação destas atividades, as etapas da retomada podem ser adiadas ou reestabelecidas fases anteriores.

A portaria do governo também lista 20 medidas necessárias para autorizar a realização dos eventos corporativos. Entre os pontos estão a obrigatoriedade de EPIs para os trabalhadores envolvidos, utilização de máscara para os participantes, disponibilização de equipe médica e manutenção do distanciamento mínimo de 1,5 metro entre pessoas, mesas e cadeiras. A portaria ainda pontua que seja dada preferência à circulação natural de ar nos locais.

http://www.haviaumavez.com.br

@haviaumavez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s